[Livro x Filme] Extraordinário - R. J. Palacio

by - 2:19 PM

Pode conter spoilers



Extraordinário é um livro que, desde o seu lançamento, entrou pra lista de favoritos de quase todo leitor que teve contato com a história de Auggie, o garoto que nasceu com uma síndrome rara que afeta principalmente a formação do seu rosto. A história é cheia de personagens cativantes, momentos emocionantes e também engraçados, e tem toda uma atmosfera muito especial. Não é a toa que, quando a adaptação para os cinemas foi divulgada, o alvoroço pelo livro se tornou ainda maior.

Já resenhei o livro aqui no blog e falei, inclusive, sobre um dos livros paralelos à história, lançado também pela Intrínseca - o 365 Dias Extraordinários, com um preceito para cada dia do ano, inspirado nas frases motivacionais usadas pelo personagem Sr. Browne em Extraordinário (você pode conferir a resenha aqui). Eu, portanto, fui mais uma das pessoas que ansiou por esse filme, e posso dizer com toda a certeza que minhas expectativas foram superadas.

Tratar de um assunto tão delicado sem partir para o sensacionalismo é uma tarefa árdua. É claro que, como diretor, receber um feedback emocionado do público deve ser incrível. Mas Extraordinário não apela para as lágrimas ou para o drama - pelo contrário: apesar das lagriminhas inevitáveis que percorreram meu rosto ao final do filme, o que tomou mesmo conta da sala de cinema foram as risadas em diversos momentos, como quando a imaginação de Auggie mistura a história escrita por R. J. Palacio com seres de outras galáxias, como os de Star Wars.

Apesar de ser fã incondicional de Jacob Tramblay e admirar todo o trabalho de maquiagem e interpretação realizados com o ator mirim, para mim, quem roubou a cena foi a personagem Via Pullman, irmã de Auggie e interpretada por Izabela Vidovic. Para mim, a maneira como os holofotes foram direcionados à ela em vários momentos foi algo muito bem pensado e tirou todo o peso de retratar apenas a visão do garoto. Quem leu o livro sabe que a divisão dos capítulos é feita pelo ponto de vista das pessoas ao redor de Auggie. No filme, porém, nem todos têm sua narrativa, mas a de Via com certeza é a mais impactante pela forma como mostra que, apesar de amar incondicionalmente seu irmão e sua família, muitas vezes ser a irmã mais velha de uma criança que exige cuidados especiais pode ser frustrante. 

Impossível, também, falar sobre esse filme sem citar o elenco de peso: Julia Roberts, Owen Wilson, o próprio Jacob Tremblay e a minha maior surpresa, que me fez ficar ainda mais empolgada, Mandy Patinkin e Daveed Diggs, ambos atores ligados ao teatro musical. Diggs, inclusive, interpretando Lafayette no aclamado, lindo, incrível, maravilhoso, Hamilton. A direção é de Stephen Chbosky, autor de As Vantagens de ser Invisível, portanto, eu não esperava nada menos do que um filme sensível e à altura do livro.

Falando em termos comparativos, obviamente muita coisa foi alterada ou excluída para que pudesse se encaixar no formato audiovisual. Acredito que como leitores assíduos já deveríamos estar acostumados com esse tipo de mudança, afinal, trata-se de uma adaptação. No caso de Extraordinário muitas coisas foram bastante fiéis, até mesmo a tipografia utilizada no livro e as ilustrações. Outras, porém, foram modificadas, como a narrativa dividida entre diversos personagens que convivem com Auggie. Para mim, a única perda foi a maneira como o personagem do Sr. Browne recebeu um destaque mínimo perto das contribuições que dava ao livro. Se a escolha fosse minha, guiaria a história toda através dos seus preceitos. Mas, bem... Não fui eu a diretora hehe.


Trailer oficial legendado

You May Also Like

0 comentários

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^