10 de agosto de 2016

[Resenha] Tá todo mundo mal - Jout Jout

Nada mais reconfortante para quem está numa crise do que saber das crises dos outros e ficar medindo em silêncio sobre se a deles é pior ou mais branda que a nossa própria. Então aqui estou. Enumerando gentilmente meus piores momentos. Para você avaliar se os seus foram um pouquinho melhores e ter um sono mais tranquilo.

Ganhando o posto de o livro das crises, Tá todo mundo mal traz pequenos textos (ou crônicas, segundo sua catalogação) da youtuber Julia Tolezano e os mais variados tipos de crises que já tiraram sua paz. Jout Jout, que é conhecida por seus vídeos onde trata sobre assuntos importantes em um tom descontraído, conseguiu deixar sua marca em cada linha do livro. Mas até que ponto isso é bom?

Explico. Não achei o livro ruim - eu inclusive gostei muito, dei muitas risadas com algumas histórias, fiquei com o coração quentinho em outras, e menos de 24 horas depois do início da leitura já havia lido as quase 200 páginas. Porém, é fácil identificar dentre as crônicas algumas histórias já conhecidas pelos espectadores assíduos do canal. Uma delas, inclusive, já havia sido reproduzida na fanpage da youtuber no facebook. Concluo então que o livro não traz muitas novidades perante os vídeos, recheados de assuntos polêmicos, crises e quebras de tabu. Pra quem é fã mesmo, porém, os textos são um prato cheio.

É um livro muito fácil de se identificar - mais uma vez, soando até repetitiva: assim como os vídeos da Jout Jout - e esse é o ponto que realmente me ganhou. É fácil encontrar vestibulandos que não têm certeza de qual curso os contempla; universitários insatisfeitos com suas escolhas; namoradas que sentem um medo irracional toda vez que o parceiro vai até a padaria e dentre muitas outras histórias e crises que Julia descreve no livro. Como ela cita logo no início: é reconfortante saber que você não está sozinho com suas neuras.

Alguns textos me emocionaram muito, como o prefácio escrito por Caio, namorado de Julia, e o capítulo totalmente dedicado a ele e que conta um pouquinho sobre a história do casal. Também me senti muito inspirada pela crônica em que a youtuber descreve como conseguiu realizar seu sonho de trabalhar em uma editora de livros e como isso foi importante e gratificante para ela.


Pra quem espera uma fórmula diferente daquela explorada nos livros de outros youtubers lançados atualmente, pode rolar uma decepção. Tá todo mundo mal é sim um livro de youtuber, e o fato de Jout Jout ser mais descolada que Kéfera ou Maju Trindade, por exemplo, não muda isso. As crônicas podem ter um tom diferente das já citadas youtubers adolescentes, mas a fórmula que alia a diagramação que abusa de fontes grandes e páginas praticamente em branco + textos curtos sobre a vida da youtuber ainda é utilizada nesse caso, mudando somente o público alvo - mais crítico, no caso de Julia.

Apesar de ter gostado muito do livro (sou fangirl mesmo da Jout Jout), algumas críticas precisam ser feitas, e aqui tomo a liberdade de utilizar as palavras da Tati Feltrin, que fez um vídeo bastante interessante debatendo esse boom dos livros de youtubers utilizando justamente o Tá todo mundo mal como exemplo. Ainda que eu não concorde com algumas falas, a Tati consegue sintetizar bem alguns pontos que tentei (e falhei) trazer para a resenha.

Citados os pontos positivos e também os negativos, deixo a minha indicação para os fãs de Jout Jout, mas principalmente para aqueles que ainda não conhecem o trabalho dela a fundo e ainda terão a oportunidade de se surpreender (positiva ou negativamente) com a forma leve com que Julia expõe suas crises, sempre deixando, ao final, uma maneira melhor de enxergar essas situações.

Infos:
Título original: Tá todo mundo mal - o livro das crises
Autora: TOLEZANO, Julia (Jout Jout)
Editora: Cia. das Letras
ISBN: 9788535927207
196 páginas

Para comprar: Submarino | Americanas | Amazon
(comprando através dos links do blog, a blogueira que vos fala ganha um dinheirinho pra investir em mais resenhas pra cá)

2 comentários :

  1. Eu comecei a assistir os vídeos dela tem uns 6 meses e adoro a forma como ela aborda temas delicados, e adoro também a forma descontraída que ela adota em todos os vídeos, pretendo assistir todos os vídeos do canal, se eu conseguir claro HAHAHAHAHAHAHA
    Não tenho tanta curiosidade em ler o livro não, até porque não sou muito fã de livro de crônicas, mas confesso que amei a capa do livro achei bem bacana mesmo. E também assisti o vídeo da Tati Feltrin e da mesma forma concordei e discordei de alguns pontos.

    Beijos


    http://entre-linhaseparagrafos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha eu já zerei o canal dela uma época, agora dei uma parada... Mas se você gosta dos vídeos é bem provável que vá gostar do livro, mas como falei: algumas coisas são bem óbvias e já batidas pra quem acompanha ela...

      Bjs!

      Excluir

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^