7 de dezembro de 2015

Assisti: Divertida Mente


Oi gente! Sei que estou bem sumida, porém não poderia deixar de dividir com vocês essa animação tão fofinha e que me deixou apaixonada em menos de 5 minutos. Estou falando de Divertida Mente, que já foi lançado há um tempinho, mas que só consegui assistir agora.
Em Divertida Mente entramos - literalmente - na cabeça de Riley desde o momento do seu nascimento, e conhecemos como as coisas acontecem por lá. Alegria, tristeza, nojinho, medo e raiva se revezam durante o dia para dar vida aos sentimentos da garota e ajudá-la a construir sua personalidade através de memórias. Porém, quando a garota é obrigada a mudar de cidade e deixar para trás seus amigos, sua escola e sua casa, as coisas começam a ir muito mal e fogem do controle da Alegria, que até então havia ajudado a construir a maioria das memórias da menina.
Pode parecer só mais uma animação da Pixar com personagens fofinhos, mas é muito mais do que isso. Na verdade terminei o filme me perguntando o porquê desse filme não ser tão mais conhecido e amado.

Todos os personagens são muito cativantes, mas preciso dar destaque a uma em especial: a Sadness. Sadness é a responsável pela tristeza de Riley. Apesar de parecer meio estranho gostar tanto dessa personagem, eu garanto a vocês que é impossível não adora-la! 

Sadness é toda triste (obviamente) e se sente fracassada, mas mesmo assim não consegue deixar de fazer coisas erradas e arruinar tudo, o que a faz entrar em um eterno conflito com Joy (a alegria). E é no meio de um desses conflitos que ambas são sugadas para um local totalmente diferente da mente de Riley, deixando-a somente com os sentimentos de nojo, medo e raiva.



Ao meu ver, esse sumiço dos sentimentos de tristeza e alegria caracteriza uma fase de depressão da garota. Todas as atitudes dela, e o que acontece dentro da mente (como a perda dos laços de confiança e amizade, representados por ilhas) são sintomas da depressão. Inclusive a falta de tristeza e de alegria. 

Muitas pessoas acreditam que uma pessoa com depressão sente uma enorme tristeza o tempo todo - e muitas vezes isso realmente acontece. Porém, a doença também pode ser caracterizada pela perda de qualquer sentimento - a pessoa não consegue ser feliz, mas também não está exatamente triste. Só não consegue sentir nada.

Esse foi um dos melhores filmes que assisti em 2015 e entrou fácil pra minha lista de favoritos! Divertida Mente trata de assuntos sérios com uma delicadeza e magia que só as animações da Pixar são capazes de conseguir. Aproveita o fim de ano e as férias pra conhecer a fofura que é essa animação!



(trailer legendado em HD)

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^