2 de setembro de 2015

[Resenha] Lugares Escuros - Gillian Flynn

Era surpreendente que você pudesse passar horas da madrugada fingindo que as coisas estavam bem e saber em trinta segundos, à luz do dia, que simplesmente não era assim.

Em Lugares Escuros, livro que recentemente foi adaptado para os cinemas, Gillian Flynn nos presenteia com mais um thriller cheio de reviravoltas e nem um pouco previsível.

Há mais de 20 anos Libby Day presenciou o massacre de sua família, quando tinha apenas 7 anos de idade. Numa madrugada, sua mãe e suas duas irmãs foram mortas de forma brutal, e o principal acusado do assassinato foi o seu irmão, Ben. Libby foi quem testemunhou contra ele, que hoje está preso.

Depois de muitos anos vivendo de casa em casa de diversos parentes e até em abrigos de desconhecidos, com dinheiro de doações que recebia de pessoas sensibilizadas com sua história, hoje Libby vive sozinha e está passando por diversos problemas financeiros, causados principalmente por nunca ter se preocupado em trabalhar durante toda a vida.

Um dia ela recebe a ligação de Lyle, que faz parte de um kill clube - um clube que reúne pessoas com um peculiar gosto por crimes e assassinatos que chocaram o mundo e ficaram famosos. O massacre dos Day é um deles. Todo o grupo acredita que Ben não foi o culpado pelos assassinatos, e isso planta a dúvida na mente de Libby: até que ponto as suas lembranças daquele dia são reais? Até que ponto não foram criadas em sua cabeça por terceiros para criar um culpado pelo crime?

A partir de então, Libby passa a investigar o crime por conta própria, em troca de dinheiro dos participantes do kill clube. Isso inclui revirar todo o seu passado, conversar com novos personagens da história e também reencontrar o seu irmão na prisão, com o qual escolheu não manter contato desde o incidente.

A história é escrita em diversas épocas, situações e em diferentes visões: em alguns momentos, temos os acontecimentos do fatídico 3 de janeiro de 1985 e seus dias anteriores, tanto pela visão de Ben, como pela visão de Patty, mãe dos irmãos. Em outros capítulos temos a saga de Libby Day nos dias de hoje, em busca de respostas, mas se afogando em mais perguntas.

Em diversos momentos pensei ter resolvido o mistério, mas novamente Gillian Flynn me surpreendeu. O livro tem algumas reviravoltas, mas seu ponto forte é mostrar como as coisas se passaram na vida e na cabeça de cada personagem retratado. Como muitas coisas que pareciam ser, não eram, e como os membros de uma mesma família podem, ao mesmo tempo, se odiarem e também fazerem tudo o que fosse possível para se salvarem.

Mais uma vez fui conquistada por uma história da autora. Posso dizer que os livros de Gillian estão entre os melhores thrillers que já li, e mal posso esperar para devorar outras histórias. Lugares Escuros, além de uma história sobre um crime, é uma história sobre laços familiares e até onde iríamos para proteger quem amamos. Mais do que recomendado!

Infos:
Título Original: Dark Places
Autora: FLYNN, Gillian
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580575910
351 páginas
Livro cedido pra resenha pela editora.
Para comprar: Submarino | Americanas
 (comprando através dos links do blog, a blogueira que vos fala ganha um dinheirinho pra investir em mais resenhas pra cá)

2 comentários :

  1. Essa autora parece ter o dom de instigar os leitores a encontrarem um motivo para os acontecimentos narrados, e depois mostrar para eles que estão totalmente errados na conclusão. Essa ideia é muito boa, instigante e nos motiva a relevar cada mínimo detalhe escrito, não é?
    Ainda não li Lugares Escuros, mas pela sua resenha, parece realmente muito bom.

    Bjs
    http://www.palavrasencenadas.com/

    ResponderExcluir
  2. Amo amo amo amo a Gillian Flynn, minha autora favorita. Não li esse ainda, pq estou esperando a Intrínseca lançar a capa original... mas os outros dois são tops, principalmente Garota Exemplar!

    Www.cidadedosleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^