24 de agosto de 2015

[Resenha] Cidade Fantasma - Tainá Ruiz

Soquei o travesseiro. Como ela poderia ter se impregnado em minha mente dessa forma? Havíamos estado juntos por minutos e ela havia despertado em mim mais dúvidas do que eu já tivera em minha vida inteira.


Já ouvia falar da Tainá há algum tempo - afinal, ela é uma grande amiga de um amigo meu, que sempre me contava sobre ela e já havia mencionado, também, as histórias que escrevia. Há alguns meses atrás, Tainá entrou em contato comigo sugerindo essa parceria e eu obviamente aceitei! Apesar de não se tratar de um gênero literário que eu esteja acostumada a ler, resolvi me aventurar.

Ian Davis era, aparentemente, um garoto normal. Mas só aparentemente. Com uma certa frequência era acordado durante a madrugada com terríveis pesadelos que apesar de parecerem muito reais, não faziam o menor sentido.

Durante a viagem em que partia rumo a nova cidade onde passaria a morar, a família é surpreendida por uma garota no meio da estrada. Em um primeiro momento, todos pensam se tratar de um cadáver, mas ao se aproximarem encontram a garota muito ferida - porém viva.

Quando levada ao hospital, todas as enfermeiras e médicos já a conhecem. Trata-se de Liz, adotada por uma família da região que não parece tratá-la muito bem. Com frequência ela é encontrada perdida, muitas vezes ferida, e ninguém sabe exatamente o que acontece à ela.

A família segue viagem, mas o rosto da garota não sai dos pensamentos da Ian. Ao finalmente chegar na nova casa, ele se depara com um garoto. Mas não é um garoto qualquer: Will é um fantasma. Mais especificamente, o fantasma do irmão de Liz, que implora para que Ian a encontre e ajude-a.

A partir desse momento, Ian embarca em aventuras macabras que passam do mundo dos vivos ao mundo dos mortos, descobrindo segredos da família de Will e Liz, mas também ficando cada vez mais confuso com relação a tudo aquilo que está vivendo.

Achei a história bastante envolvente, daquelas que a cada página o leitor precisa ler mais, terminar um capítulo, saber qual a próxima aventura em que o personagem principal vai se meter. Porém, também achei um tanto confuso em alguns momentos. Ian tem diversos apagões durante a história - que são parcialmente explicados mais adiante -, e esses apagões me deixaram bem confusa, o que fazia parecer que eu tinha perdido algum ponto da história. Talvez tenha sido exatamente essa a intenção da autora: fazer com que o leitor se sentisse tão confuso quanto o próprio personagem ao acordar e não saber o que aconteceu.

Apesar disso, foi uma história que conseguiu me surpreender. Por se tratar do primeiro livro de uma trilogia, acredito que muitas perguntas que ficaram no ar serão respondidas nos próximos livros. Mas eu, ansiosa que sou, fiquei afobada querendo saber logo tudo de uma vez e me perguntando se eu que era lenta demais pra entender o livro.

Depois de conversar com outras pessoas que o leram, cheguei a conclusão de que tá tudo ok comigo. Agora, sigo aguardando ansiosamente a continuação. Como já citei no início, não sou muito adepta à leitura de livros com uma pegada mais terror e fantasia, mas achei a experiência bastante interessante. Sair da nossa zona de conforto faz um bem danado!

Pra adquirir o livro e conhecer mais sobre a Tainá, não deixe de acessar a fan page da trilogia no facebook.

Infos:
Título Original: Cidade Fantasma - livro 1
Autora: RUIZ, Tainá
Editora: publicação independente
ISBN: 9788591775705
287 páginas
Livro cedido para resenha pela autora.

4 comentários :

  1. Oi Ana! Fico muito feliz que tenha gostado do livro! <3
    Espero que suas dúvidas sejam esclarecidas nos próximos volumes, hehe.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros e histórias nesse estilo *-*
    Esse livro parece ser interessante, gostei. Ótima resenha, Ana!

    beijos
    paperdream-s.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena ler, viu? Até eu que não sou muito fã de histórias de fantasia curti a proposta!

      Excluir

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^