8 de maio de 2015

[Resenha] Desventuras em Série vol. 5: Inferno no Colégio Interno - Lemony Snicket

É um alívio, em tempos agitados e assustadores, encontrar verdadeiros amigos, e esse era o sentimento que as cinco crianças estavam sentindo (...)

Inferno no Colégio Interno é o quinto volume de Desventuras em Série. Para ler as resenhas dos quatro primeiros volumes, clique aqui.

Um colégio interno certamente não é o melhor lugar do mundo para uma criança viver, mas depois de tudo o que os órfãos Baudelaire passaram desde a morte de seus pais, foi um alívio ter para onde fugir mais uma vez das garras do conde Olaf. Mas como ainda estamos falando sobre as 3 crianças mais azaradas que já pisaram na Terra, nem tudo são flores.

A começar pelo diretor do colégio, um homem egocêntrico e autoritário, que obriga todos os estudantes a assistirem todos os dias seu recital interminável de violino. A ideia em si já é ruim, mas quando descobrimos que ele toca extremamente mal, o coração já começa a apertar por conta dos irmãos. Como se não bastasse, por serem órfãos e não terem um responsável legal para assinar a contratação dos quartos, os Baudelaire são obrigados a dormirem em aposentos específicos para órfãos, que mais parecem um porão - tudo isso com acréscimo de caranguejos e fungos gotejantes.

Mas para Violet, Klaus e Sunny não há problema pior que o conde Olaf, e a escola garante que o deixará longe dos garotos através de um sistema supermoderno de computadores, então levar a vida naquele lugar não parece tão terrível, principalmente quando os gêmeos Duncan e Isadora Quagmire aparecem na história.

São os primeiros amigos que os órfãos encontram depois de todo o ocorrido, e confesso que é bastante reconfortante saber que, mesmo que por pouco tempo, os três foram minimamente felizes. Mas como felicidade de Baudelaire dura pouco nessa história, o conde Olaf dá o seu jeitinho de reaparecer e novamente transformar a vida das crianças em um inferno.

Esse volume foi um dos que mais gostei até agora. A gama de personagens é consideravelmente maior do que dos outros volumes - e o próprio narrador/autor assume isso ao citar que é a primeira vez que os órfãos tem contato com o resto do mundo ao frequentar uma escola desde a morte de seus pais.

A amizade construída entre os Baudelaire e os Quagmire me tirou diversos sorrisos e também me deixou com o coração apertado com medo de que as maldades do conde se estendessem a eles (o que, o narrador adianta: irá acontecer). Até rolou um ship de Violet + Duncan, não vou negar.

Eu não havia notado isso nos outros livros, mas depois de perceber nesse dei uma lida nos primeiros capítulos dos outros 4 e confirmei: os livros foram escritos não necessariamente para serem lidos em ordem. Apesar de ser muito mais interessante e bacana a leitura completa das desventuras, o começo de cada capítulo dá ao leitor um parâmetro mais geral sobre as histórias anteriores, e é possível ler cada história isoladamente.

Confesso que depois de cinco livros cheios de azar e tristezas, dei uma cansada de tanta desgraça na vida das pobres crianças. Obviamente estou muito curiosa para saber o desfecho da história, mas por enquanto vou dar uma pausa na série - não pela qualidade da história, jamais! - mas acredito que por ler os volumes com um espaço muito curto de tempo entre eles, acabou cansando bem mais rápido do que de costume. 

Infos:
Título Original: A Series of Unfortunate Events - The Austere Academy
Autor: SNICKET, Lemony
Editora: Seguinte
ISBN: 9788535902747
208 páginas.
Para comprar: Submarino | Americanas 
(comprando através dos links do blog, a blogueira que vos fala ganha um dinheirinho pra investir em mais resenhas pra cá)

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^