30 de março de 2015

Playlist #1 - Lollapalooza 2015


Oi gente!
Hoje vou iniciar uma nova coluna no blog, a coluna de playlists! Vai rolar de tudo por aqui - desde as minhas músicas favoritas até playlists temáticas, nostálgicas, tudo! Se você tem alguma sugestão de playlist pra ver por aqui é só deixar um comentário.

E pra começar, nesse final de semana rolou em São Paulo a quarta edição do festival Lollapalooza em terras brasileiras! Tive a oportunidade de ir à primeira edição, em 2012, onde vi duas das minhas bandas favoritas (MGMT e Arctic Monkeys) e posso dizer que foi um daqueles dias inesquecíveis e maravilhosos! 

Nesse ano não me animei muito pra ir, já que ainda estava na vibe do show do Arctic Monkeys que aconteceu no mês de novembro, e também porque o preço não valia tanto a pena pra ver bandas nas quais eu não gosto a ponto de aguentar dois dias de festival em baixo de sol e chuva.

Apesar disso, gosto bastante de alguns sons que rolaram por lá, por exemplo The Kooks e Banda do Mar. A playlist abaixo conta com 11 músicas de algumas das bandas e artistas que tocaram e, principalmente, que eu escuto (não, não escuto Kasabian).

Espero que gostem! ^-^

25 de março de 2015

[Especial 2 anos] 3 sites pra otimizar seu blog + um bônus!

Oi gente!

Hoje é o aniversário de 2 anos do blog, yay!!! Lá no youtube vocês já podem conferir o vídeo especial que eu fiz, contando um pouquinho da história do Poesia Destilada e dando algumas dicas pra quem está criando o seu blog agora.

Já aqui resolvi compartilhar com vocês alguns sites maravilhosos que podem te ajudar a criar um blog incrível. Tem de tudo: desde dicas de SEO, como formatar uma imagem no tamanho ideal para cada rede social, planners para organizar suas postagens e muito, muito mais! Vem conferir :)

Sernaiotto



O blog da Loma foi um dos primeiros que conheci com uma seção frequentemente atualizada sobre blogosfera! Além de vários posts úteis, como quanto cobrar pelo seu publieditorial, lá você também pode conhecer o ORGblog: um guia de como aprimorar seu blog em 25 passos! Traduzindo em minhas palavras, amor puro. Confesso pra vocês que eu ainda não concluí todos os passos, mas que muita coisa criada pela Loma me ajudou demais. Não dá pra perder essa chance de alavancar seu blog com dicas de quem entende muito do assunto, né?!

Morando Sozinha



A Fran Guarnieri criou o Morando Sozinha pra compartilhar suas experiências quando decidiu morar sozinha. Mas o sucesso do blog foi tão grande que, além de estar prestes a publicar um livro, ela também passou a dar dicas para organizar melhor seu blog - disponibilizando um blog planner criado por ela mesma! -, e também de como torná-lo uma empresa. (E ah: ela tem uma gatinha linda chamada Lili, ou seja, impossível não querer acompanhar a Fran em todas as redes sociais pra ver fotos daquela fofurinha).


Ale Garattoni



A Ale foi criadora do extinto blog ItGirls, mas antes disso, se formou em administração e trabalhou no jornalismo por muitos anos em revistas de moda. Juntando toda sua experiência e formação acadêmica, criou o seu novo blog, onde além de relatar diversas experiências como mãe, também divide com a gente um material riquíssimo sobre branding, blogosfera e empreendedorismo. Acompanho o site da Ale há um tempinho, e posso garantir que é um dos melhores - se não o melhor -, em trazer conteúdo exclusivo e de fácil entendimento para quem quer alavancar seu blog de vez!


Bônus! - "Quero ser blogueira", por Karol Pinheiro
Bastante gente já conhece o canal da Karol Pinheiro, né?! Ela foi uma das editoras da revista Capricho e lá mesmo acabou ganhando fama na internet. Saindo de lá e iniciando "carreira solo" (rs) com seu blog e canal no youtube, hoje faz parte do time de blogueiras que nos inspiram cada dia mais.



Como se não bastasse, a Karol criou uma série de vídeos intitulada "Quero ser blogueira", onde ela entrevista diversos nomes bastante conhecidos da blogosfera que dão dicas das mais diversas - desde como começar o seu blog até como ganhar dinheiro com ele e conciliá-lo com sua profissão. 


Espero de coração que tenham gostado dessa postagem especial! Não deixem de comentar com o link do seu canal ou blog pra eu conhecer também, tá? ;)

24 de março de 2015

[Primeiras Impressões] "A Mais Pura Verdade" e "A Playlist de Hayden"

Oi gente!

No último mês rolou a seleção de parceiros da editora Novo Conceito. Infelizmente o Poesia Destilada não foi um dos blogs selecionados (ahh!!!), mas teve a chance de receber os primeiros capítulos de dois lançamentos da editora: "A Mais Pura Verdade" e "A Playlist de Hayden" (êê!!!), e hoje vou contar um pouquinho pras vocês minhas primeiras impressões sobre os dois livros!


A Mais Pura Verdade, por Dan Gemeinhart

Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça.
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.
(sinopse da editora)

Confesso que demorei bastante pra começar a ler os primeiros capítulos de A Mais Pura Verdade. O motivo: só a sinopse já me fez ficar com o coração apertado! Um história que junta uma criança doentinha + um melhor amigo de quatro patas com certeza vai me fazer chorar, e fez! Em menos de 100 páginas minha vontade de terminar a história e minha torcida pra que, de alguma forma, tudo acabe bem no final me fizeram terminar essa prova antecipada em questão de horas, e a ansiedade pro restante do livro já me corrói. Tenho certeza que será mais uma história linda de amizade!



 A Playlist de Hayden, por Michelle Falkoff

Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente.
Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.
A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.
(sinopse da editora)

A Playlist de Hayden é um Young Adult muito parecido com Os 12 Porquês, que por sinal, é um ótimo livro. O que com certeza mais me chamou atenção, além de se tratar do meu gênero literário favorito, foi o fato de cada capítulo levar o nome de uma das músicas da playlist que Hayden deixou para o amigo Sam. Nos poucos capítulos que li (foram 8 no total, mas a história me ganhou tanto que quando acabei fiquei sedenta por mais!), a história de cada capítulo se relacionava com a faixa em questão da playlist, e quase todas eram músicas e bandas que conheço e gosto bastante, como Radiohead, Arcade Fire e Foster The People. Estou muito, muito curiosa para o desfecho dessa história!


E você, ficou curioso por qual história?!
Assim que concluir a leitura, ambos os livros serão resenhados aqui no blog, então não deixe de acompanhar!

23 de março de 2015

[Resenha] Objetos Cortantes - Gillian Flynn

A última palavra que gravei em mim mesma, dezesseis anos depois de ter começado: sumir.


E mais uma vez Gillian Flynn, autora do espetacular Garota Exemplar, nos presenteia com uma trama incrível e inacreditável.

Camille Parker é jornalista em Chicago. Na nova pauta designada à ela, seu trabalho é viajar para sua cidade natal para fazer a cobertura de dois assassinatos cometidos com 9 meses de espaço, mas com certas características que fazem as autoridades acreditarem estarem interligados: ambas as vítimas eram garotas na pré-adolescência, foram mortas estranguladas e tiveram seus dentes arrancados.

Voltar para a cidade onde cresceu já é um desafio gigantesco para ela. Desde criança sua relação com a mãe nunca foi das melhores, e com a morte de sua irmã mais nova quando criança e o novo casamento da mãe as coisas só pioraram. Voltar para a cidade é voltar também para antigos medos e traumas.

Medos e traumas esses que desenvolveram um transtorno psicológico em Camille: a auto-mutilação. Todo o corpo da protagonista tem cicatrizes de palavras das mais diversas cortadas e feridas. Briga, lixo, bomba, pequena, garota. Todas essas palavras levaram-na há alguns meses internada em uma clínica psiquiátrica.

Paralelo a tudo isso, Camille se aproxima mais de sua meia-irmã, filha do segundo casamento da mãe. Amma tem 13 anos mas já é a garota mais temida em sua escola, em seu círculo de amigos. Com um grande poder de persuasão sob tudo e todos, aos poucos a garota vai se tornando mais um enigma para que Camille resolva e encare de frente em Wind Gap.

Objetos Cortantes deixa o leitor em dúvida até a última página do livro. Nem tudo é o que parece. Ou melhor: quase nada é o que parece, ao maior estilo Gillian Flynn de escrever. Mais uma vez temos personagens incrivelmente construídos, cenas fortes e perturbantes e um final que é um tapa na cara.

Depois dessa leitura posso dizer que virei fã da autora e mal posso esperar pela tradução de mais um livro seu aqui pro Brasil!

Infos:
Título Original: Sharp Objects
Autora: FLYNN, Gillian
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580576580
254 páginas
Livro cedido para resenha pela editora.
Para comprar: Submarino | Americanas
(comprando através dos links do blog, a blogueira que vos fala ganha um dinheirinho pra investir em mais resenhas pra cá)

20 de março de 2015

[Youtube] A grande TAG musical!

Oi gente!

Tenho gostado bastante de responder TAGS - e percebi também que é um dos tipos de vídeo que vocês mais gostam. Dessa vez respondi uma TAG sobre música, criada pelo canal Geek Freak. Já fazia um tempinho que eu queria começar a tratar sobre música aqui no blog, mas não sabia exatamente como, por isso a TAG caiu como uma luva para mim!


Espero que vocês gostem e se sintam à vontade para responder essa TAG também!
Não deixe de comentar sugestões de novos vídeos para o canal <3

E tá rolando pesquisa de opinião aqui no blog! Clique no link e não deixe de participar - todo mundo que responder vai receber em casa nossos marcadores exclusivos do blog :)

17 de março de 2015

[Resenha] A Redoma de Vidro - Sylvia Plath

Para a pessoa dentro da redoma de vidro, vazia e imóvel como um bebê morto, o mundo inteiro é um sonho ruim. (...) Talvez o esquecimento, como uma nevasca suave, pudesse entorpecer e esconder aquilo tudo. Mas aquilo era parte de mim. Era a minha paisagem.

A Redoma de Vidro, como já comentei no vídeo lá no youtube, foi um livro que minha amiga lindíssima Drielly me indicou. Desde quando nos conhecemos ela me diz que eu com certeza iria amar esse livro e me identificar muito. E olha, é incrível ter por perto pessoas que nos conhecem tão bem, né?

O romance, que foi o único da poeta Sylvia Plath, tem como protagonista Esther Greenwood - uma jovem de classe média que, após ingressar em uma prestigiada universidade no interior dos Estados Unidos, é premiada com um estágio de algumas semanas em uma revista feminina em Nova York.

O tempo que passa na cidade é recheado por altos e baixos. Vivendo entre festas, bebedeiras, ressacas e ainda com a oportunidade incrível na revista, Esther volta para casa com profundas marcas das poucas semanas que esteve longe. O que tinha tudo para ser o momento mais espetacular de sua vida, se tornou o início de uma agonia mortal, a depressão.

Pode parecer estranho sentir tanta identificação com uma personagem depressiva, mas não é, e aqui faço um parenteses para um detalhe bastante particular sobre mim: eu conheço as dores da depressão. E tenho certeza que minha amiga, a Drielly, sabia exatamente o porquê desse livro me tocar tanto.

Eu me vi em todo o processo da Esther: desde o fato que deu o gatilho para a doença se manifestar; a sensação de não pertencer a lugar algum; o pensar estar ficando maluca e até mesmo os frequentes pensamentos suicidas. Eu vivi tudo na minha pele, e ver tudo isso retratado em um livro me tocou de uma forma que só um livro havia me tocado antes.

Não é pra menos que Sylvia conseguiu com maestria relatar tudo isso em um romance: a poeta também sofreu de depressão, e depois de anos de tentativas, cometeu suicídio aos 31 anos. Mesmo que esse fato não fosse do meu conhecimento, acredito que só quem já passou pela montanha-russa que é a depressão conseguiria retratá-la de forma tão fiel e dolorida. A cada página, eu sentia as dores de Esther e também as dores de Sylvia.

Não sei até que ponto essa leitura é agradável ou até mesmo compreensível para quem nunca teve certo contato com a doença - parentes próximos ou um contato mais profundo -, mas acredito também que certas leituras estão aí justamente para causar desconforto, pra tirar o leitor da sua zona de conforto, e eu indico esse livro fortemente pelo fato de diversas pessoas próximas a mim não saberem lidar com a situação em que me encontrei e também que a Esther se encontra no livro.

A própria mãe da personagem não sabe direito como lidar com isso, e o fato do livro ser narrado em primeira pessoa pela protagonista nos faz sentir como que dentro dos pensamentos dela. É, sobretudo, um livro para ser lido não só como ficcção (até essa categorização é colocada em prova, tendo em vista todo o histórico de Sylvia Plath e possíveis pitadas de autobiografia), mas para ser lido como um relato que poderia ter sido escrito por um amigo próximo, um vizinho, seu pai, sua mãe... Até me por você mesmo.

Infos:
Título Original: The Bell Jar
Autora: PLATH, Sylvia
Editora: Biblioteca Azul
ISBN: 9788525057945
274 páginas
E tá rolando pesquisa de opinião aqui no blog! Clique no link e não deixe de participar - todo mundo que responder vai receber em casa nossos marcadores exclusivos do blog.

12 de março de 2015

[Youtube] Livros & Filmes de Fevereiro!

Olá gente!

Ontem foi ao ar o meu vídeo onde conto todos os livros e filmes que assisti no mês de Fevereiro! Espero que vocês gostem, e não se esqueçam de responder à pesquisa de opinião de 2 anos do blog!



Livros citados e respectivas resenhas:


Filmes citados:
  • Homens, Mulheres & Filhos (2014);
  • A Garota Ideal (2007);
  • A Delicadeza do Amor (2011);
  • A Pequena Morte (2014).

Não se esqueçam de se inscrever no canal pra receber os novos vídeos antes que todo mundo! ^-^

9 de março de 2015

5 filmes com mulheres incríveis + teste de Bechdel

Oi gente!
Em ocasião do dia internacional da mulher, e atendendo aos pedidos que recebi para que escrevesse mais sobre filmes aqui no blog, hoje trago uma lista com 5 filmes que retratam as histórias de mulheres incríveis!



1. Frida (2002 - Julie Taymor)


Não é segredo pra ninguém (ou não deveria ser rs), que Frida Kahlo foi uma das mulheres mais importantes da história. Não só porque foi uma artista incrível e muito à frente do seu tempo, mas por tudo que viveu e precisou enfrentar.

Na adolescência, Frida sofreu um acidente com um bonde que lhe acarretou dores terríveis durante toda vida, além de um longo período acamada com os movimentos restritos. Foi nesse período que descobriu seu incrível talento e seu amor pelas artes, levando-os consigo durante toda a vida.

Frida Kahlo é, até hoje, um símbolo de resistência e empoderamento. Numa época em que mulheres não tinham espaço algum na sociedade - e muito menos no âmbito das artes -, ela não desistiu. Foi pintora, foi artista, foi esposa e foi amante. Foi mulher.

O filme, como obra cinematográfica, recebeu diversas críticas por amenizar alguns fatos importantes da vida da artista, além de ter sido rodado em inglês (Frida era mexicana e boa parte do filme se passa na américa latina). Mas como biografia é uma ótima forma de ter um primeiro contato com uma mulher inspiradora. Para quem já conhece a história de Frida e quiser se aprofundar ainda mais, o Grupo Editorial Record trouxe para o Brasil o livro "O Diário de Frida Kahlo", obra incrível, em capa dura, que conta com manuscritos e ilustrações originais da artista.


2. Histórias Cruzadas (2011 - Tate Taylor)


Histórias Cruzadas não traz apenas uma mulher incrível em sua história, mas várias! Como o próprio título já sugere, o filme mostra como histórias incríveis de mulheres incríveis se cruzaram em um momento de busca por direitos no mundo todo.

Skeeter acaba de se graduar como jornalista, mas seu verdadeiro sonho é ser escritora. Contra a vontade de sua mãe que sonha em ver a filha casada, ela escolhe se aventurar na escrita. Mas sobre o que escrever?

Um dos conselhos que recebeu foi: escreva sobre aquilo que gostaria de mudar. E foi assim que mergulhou de cabeça nas histórias de dezenas de mulheres negras que trabalharam a vida toda criando filhos de famílias brancas que insistiam em negar-lhe seus direitos, em um momento em que o racismo e o preconceito eram naturais nos Estados Unidos.

É impossível não se emocionar com o filme e com todas as histórias retratadas! A história é fictícia, mas é tão forte e verdadeira, e levando em consideração seu contexto histórico, com certeza tem um pouquinho de cada mulher negra que viveu em meados dos anos 60. Lindo e emocionante, Histórias Cruzadas é a adaptação de um livro, lançado no Brasil com o mesmo título.


3. Trilogia Jogos Vorazes (2012 - Francis Lawrence)


Impossível falar sobre personagens femininas incríveis sem lembrar de Katniss Everdeen!

Não é a toa que a garota em chamas se tornou o símbolo de uma revolução: tudo começou quando ela se voluntariou a ir lutar nos jogos vorazes no lugar de sua irmã mais nova, Prim. Já na arena, com um simples gesto que sugeria ingerir um punhado de amoras venenosas e cometer suicídio, Katniss despertou a fúria da Capital e o espírito de revolução nos moradores dos distritos.

Apesar da história ter o seu triângulo amoroso, em nenhum momento ele se sobrepõe aos outros atributos e conquistas da personagem, e podemos dizer que jogos vorazes se trata, resumidamente, de uma menina que sozinha tem a capacidade de começar uma revolução. Incrível, né?

Não vou me prolongar no filme porque todo mundo certamente já conhece a história (se não conhece, clica aqui pra ler minhas resenhas!). Meu foco aqui é propor que olhemos a história com outros olhos, que possamos enxergar o quão importante é a presença da personagem Katniss nessa história. Tão importante que foi até tema do TCC da Pam, do Garota It, e com certeza de outros diversos trabalhos acadêmicos mundo afora.


4. Depois de Lúcia (2012 - Michel Franco)


Depois de Lucia é um filme pra quem é forte, assim como a protagonista.

Lucia, assim que perde a mãe, é obrigada a mudar-se para uma cidade em que não conhece ninguém. Ingênua, e com o propósito de fazer amizades, a garota acaba de juntando com pessoas não muito confiáveis, e logo de cara já cai em uma cilada armada pelas suas supostas amigas.

A partir daí, é impossível Lucia dar qualquer passo sem algo em sua vida ser remexido pela maldade das pessoas. Os assuntos tratados e que dão suas caras pela vida de Lucia vão desde revenge porn até estupro e desaparecimento. 

Durante todo o filme, a sensação de agonia e injustiça só cresce dentro de nós, e posso dizer que é quase impossível não querer, de qualquer maneira, acabar com o sofrimento da protagonista. Chorei, e chorei muito. Chorei por Lúcia e por todas outras "Lúcias" que sofrem o mesmo que ela sofreu todos os dias, e que muitas vezes não são tão fortes, e outras que são tão fortes que não dá pra acreditar.


5. Pequena Miss Sunshine (2006 - Valerie Faris)


Olive tem só 7 anos, mas uma maturidade que poucas pessoas conseguem conquistar ao longo da vida.

Entre as ambições e anseios da garotinha está a vontade de participar de um concurso de beleza. A família toda se mobiliza para ajudá-la a realizar esse sonho, e o filme retrata essa jornada. Tudo seria maravilhoso, se não fosse um detalhe: Olive, apesar de tão nova, não se encaixa nos padrões de beleza ditados pelos jurados do concurso.

Mas de forma alguma isso a desanima ou a faz desistir. Olive vai até o final, e em meio a diversos problemas familiares, crianças que mais parecem bonecas Barbie e os olhares de reprovação do público, ela nos mostra o velho clichê que as vezes nos esquecemos: nenhum rostinho bonito substitui o que temos dentro de nós.



Todos os filmes escolhidos nessa lista foram submetidos ao teste de Bechdel. O que é isso?

O teste de Bechdel consiste basicamente em responder a 3 perguntinhas sobre o filme e seu enredo:

  • O filme tem no mínimo 3 mulheres, todas com nomes?
  • As mulheres conversam umas com as outras?
  • Sobre algum assunto que não seja homem?
Parece bobeira, mas quando paramos para analisar e nos fazer esses três questionamentos, e comparamos com a quantidade de filmes com homens no papel principal, fazendo coisas incríveis e com mulheres em cena apenas como meras coadjuvantes, vemos a imensa desigualdade que infelizmente ainda existe na sociedade, e tem no cinema apenas um de seus respingos.

Dizer que um filme passa ou não no teste de Bechdel não é analisar sua qualidade como obra. É apenas uma forma de conhecer filmes que podem acrescentar muita coisa em nossa vivência como mulher. Quem não se sente super empoderada e com o girl power à flor da pele quando assiste a um filme com mulheres incríveis e inspiradoras?! ;)

Para conhecer mais filmes que passam dignamente no teste de Bechdel é só acessar a lista criada no Filmow especialmente para essas obras.

E tá rolando pesquisa de opinião aqui no blog! Clique no link e não deixe de participar - todo mundo que responder vai receber em casa nossos marcadores exclusivos do blog.

6 de março de 2015

Pesquisa de Opinião!


Olá gente!

Não sei se vocês sabem, mas no próximo dia 25 o blog completa 2 anos!
Pensei bastante em criar um sorteio ou alguma promoção, mas como o público do blog é bem variado e eu quero conseguir deixar todo mundo feliz, minha ideia foi ouvir todas as sugestões de vocês!

Óbvio que esse espaço está sempre aberto pra isso, mas como muitas pessoas se sentem acanhadas ou não encontram oportunidade, a partir de hoje estarei recebendo as sugestões de vocês nesse post, lá na fanpage ou pelo formulário no google docs.

Como estou num período de mudanças no blog, a opinião de todos vocês é muitíssimo importante pra que aqui seja cada dia mais um ambiente confortável e aconchegante. Mas não é só isso não!

Todos que responderem através do formulário, poderão deixar o endereço completo no box indicado e receberão em casa os marcadores exclusivos do Poesia Destilada! <3

Mesmo que essa for sua primeira visita ao blog, conta pra mim, o que você mais gosta em um blog literário? O que sente falta? Pode soltar o verbo! Toda e qualquer contribuição é de extrema importância!

3 de março de 2015

[Vídeo-resenha] Este Lado do Paraíso - Scott Fitzgerald

Oi gente!
Finalmente foi ao ar a vídeo-resenha do segundo livro da Charlie's Book List. Os vídeos anteriores e a explicação do meu projeto de leitura estão na descrição do vídeo. Enjoy!



Infos:
Título Original: This Side Of Paradise
Autor: FITZGERALD, Scott
Editora: Best Bolso
ISBN: 9788577993017
348 páginas