2 de fevereiro de 2015

[Resenha] Desventuras em Série vol. 4: Serraria Baixo-Astral - Lemony Snicket

É de uma injustiça atroz, não resta dúvida, que os Baudelaire passem por tantos apertos, mas a história deles é assim, fazer o quê? Por isso, agora que já contei que o começo será 'os órfãos Baudelaire olharam através da janela (...)', larguem este livro se quiserem evitar uma história desagradável.

Serraria Baixo-Astral é o quarto volume de Desventuras em Série. Para ler as resenhas dos três primeiros volumes, clique aqui.

Finalmente de volta com as resenhas da coleção Desventuras em Série! Pra quem não sabe, li os três primeiros volumes em pdf, já que o investimento na coleção completa de 13 livros seria alto, e queria ter certeza de que a história me agradaria antes de desembolsar esse valor. Pois bem! Em Dezembro, com todas as promoções e black fridays e nights promovidas pelo Submarino, me dei de presente de natal o box completo com os 13 volumes da coleção! Eis que num domingo de ressaca literária, dei continuidade à história.

De volta às mãos do Sr. Poe e sem um lugar definitivo para morarem, os órfãos Baudelaire dessa vez foram parar em mais uma cidadezinha no meio do nada, fora até dos mapas. Paltryville é tão pacata que tem apenas uma rua com poucos estabelecimentos comerciais, dentre eles a Serraria Alto-Astral, que logo descobrem ser de propriedade de seu novo tutor.

Falando nele, sua identidade é quase que um mistério, já que seu nome é impronunciável, sendo chamado informalmente apenas de Senhor e seu rosto está sempre coberto por uma densa camada de fumaça vinda dos charutos que fuma. Antes mesmo de conhecê-lo, os Baudelarie já tiveram consciência de que os dias de inferno estavam de volta, e estavam apenas começando: através de um memorando, o Senhor ordenou que imediatamente os irmãos começassem a trabalhar da Serraria.

Sim, parece bizarro e absurdo, mas é a realidade: depois de enfrentarem um lago com sanguessugas assassinas, a morte de seus pais e ainda por cima todas as armadilhas do Conde Olaf, a próxima desventura consistia em trabalhar forçadamente em uma serraria, com máquinas e ferramentas perigosas e obviamente impróprias para crianças e ganhando apenas um chiclete como almoço. Isso tudo até que Violet atingisse a maioridade e pudesse, enfim, tomar posse da herança de seus pais.

Tudo isso já seria triste demais na vida dos irmãos, mas como o narrador deixa bem claro em todos os livros e em todo instante: essa não é uma história feliz. E quanto mais avança, mais triste vai ficando. E mais uma vez o Conde Olaf, mesmo com um sistema de segurança reforçado por Poe e o novo tutor, consegue se infiltrar na história, e dessa vez está mais perto do que qualquer um poderia imaginar (literalmente).

Preciso dizer que ler o livro físico, nesse caso, é algo completamente diferente e mágico! Em e-book as ilustrações foram mantidas, porém, desalinhadas ao texto. No livro elas dão um toque totalmente diferente à obra, tornando tudo mais real. Quero destacar todo o trabalho da editora Seguinte com essa coleção, que tem capas maravilhosas iguais aos livros originalmente lançados fora do Brasil. Impecável!

A história, mais uma vez, chega a nos dar aflição de tão maléfica. Desde o princípio da série sinto uma atmosfera fantástica escondida em algum lugar, e nesse livro ela começou a dar as caras sutilmente através de episódios de hipnose aos quais, infelizmente, Klaus acaba sendo submetido. Quem me conhece sabe que não me dou muito bem com literatura fantástica, mas em Desventuras esses pequenos toques casam perfeitamente com a trama.

O estilo de escrita se mantém, inclusive, no quis respeito à forma fluida com a qual a história é contada e, consequentemente, lida: levei apenas 2 dias para completar a leitura. A cada livro fico mais e mais apaixonada pela coleção, pela forma como o autor consegue mostrar o crescimento dos personagens em pequenos detalhes (como os dentinhos da Sunny aparecendo), e, especialmente nesse volume, o amadurecimento no momento em que os papeis se invertem. Quando Violet toma o lugar do irmão e se descobre tão boa pesquisadora como ele, e Klaus em um momento de necessidade se vê obrigado a inventar alguma engenhoca que ajudasse os irmãos - papel esse que normalmente era de Violet.

Enfim, Desventuras em Série é com certeza o tipo de coleção que vou revisitar sempre que a saudades bater, embora ainda falte um bom tempo: 9 livros ainda estão a minha espera!
Espero conseguir despertar uma pontinha de vontade em cada um de vocês pela leitura das desventuras dos pobres irmãos Baudelaire!

Infos:
Título Original: A Series of Unfortunate Events - The Miserable Mill
Autor: SNICKET, Lemony
Editora: Seguinte
ISBN: 9788535919721
176 páginas.
Para comprar: Submarino | Americanas
(comprando através dos links do blog, a blogueira que vos fala ganha um dinheirinho pra investir em mais resenhas pra cá)

0 comentários :

Postar um comentário

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^