12 de dezembro de 2014

[Destilando Palavras #2] Fuga Nº 1

Vem, me dá a mão. Não tenha medo não. Eu quero o que você quer e ta tudo bem, deixa estar. Só não me deixe estar para sempre parada, estagnada te esperando verificar quantas outras vão passar pela tua vida até tu perceber que eu sempre estive aqui. Deixa a preocupação, os estudos, a aflição, a terapia, os textos, as fotografias, deixa tudo e vem! Só não me deixe esperando a hora de abrir meu coração sem saber no que vai dar. Cala teu choro, esse teu canto triste, essa voz que só sabe dizer sobre teus fracassos e fragilidades. Só não cala teu coração. Deixa ele te guiar. E vem! Vem que ainda é tempo de fugir.
(Fevereiro/2011)

3 comentários :

  1. Bem profundo esse post, né? Deixar o coração guiar é sempre a melhor opção, apesar de achar que a razão tem muitas vezes razão também. ;-) E amar o outro faz muito bem, mas nunca esquecendo que o amor próprio é fundamental.

    Beijocas,
    Carol
    www.megsarmybookclub.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto, é lindo, é você mesmo quem os escreve?!

    aah! é a primeira vez que venho aqui no seu blog e gostei muito,já estou seguindo te convido a fazer o mesmo também, fico grata desde já! ;)

    xoxo!
    http://livrosseriesecitacoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Acho que o coração deve sempre nos guiar mesmo. Ele sempre tem razão. Adorei o seu texto.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^