21 de abril de 2014

Assisti: A Invenção de Hugo Cabret


Todo final de semana acabo assistindo a algum filme e esse merece destaque. Desde os primeiros minutos do filme eu já estava apaixonada pela maravilhosa fotografia, com uma qualidade incrível, destacando os tons de azul e laranja.
O longa é uma adaptação cinematográfica do livro A Invenção de Hugo Cabret, de Brian Selznick, dirigido por Martin Scorsese - só aqui a gente já tem noção de que vem coisa boa. Ganhou o Globo de Ouro como Melhor Diretor e o Oscar em 5 categorias: Efeitos Especiais, Fotografia, Direção de Artes, Mixagem e Edição de som.
Eu já queria assistir há muito tempo e agora com certeza é um dos meus favoritos!

A história se passa em 1930. Hugo Cabret é órfão e seu pai foi um relojoeiro apaixonado por cinema que morreu no incêndio de um museu. Antes de morrer, ele e Hugo tentavam consertar um autômato descartado do museu - uma espécie de homem mecânico. Os autômatos eram criados para diversas atividades, e Hugo acreditava que consertando aquele, encontraria uma mensagem de seu pai.
Morando sozinho na estação de trem cuidando dos relógios, o garoto passa a roubar ferramentas do Papa Georges, dono de uma loja de brinquedos, para continuar o conserto do autômato. Após ser pego e ter seu caderno de anotações confiscado, começa uma grande amizade com Isabelle, afilhada de Georges, que promete ajuda-lo.

Aqui foi onde o filme começou a ganhar meu coração: ao consertarem o autômato, não existia mensagem alguma, mas sim um desenho. Uma cena do primeiro filme usando efeitos especiais produzido na história - Viagem à Lua, de Georges Méliès.



A partir daí, o filme se torna uma verdadeira homenagem à história do cinema. Lindo, lindo, lindo! Quis chorar no final.
Além de me emocionar com a forma como a história do cinema foi retratada, gostei das dezenas de referências literárias citadas por Isabelle, frequentadora assídua de bibliotecas e que termina o filme escrevendo um livro sobre Hugo.

Enfim! Assistam. Estou realmente apaixonada pelo filme e querendo demais ler o livro (inclusive: aceitando como presente haha)
(Trailer Legendado)

Acompanhe o blog pelo facebook! https://www.facebook.com/poesiadestilada

3 comentários :

  1. Ana <3
    Já tive o prazer de ler a obra que originou o filme e gostei bastante. Achei toda a homenagem ao cinema sensacional, é uma ótima leitura (e se você ainda não leu, trate de ler!). Infelizmente não posso dizer o mesmo sobre o filme, porque sempre que resolvo assistir acontece alguma coisa e acabo parando na "metade" =( Mas juro que morro de vontade de assistir até o fim! Vou pedir pro Pablo baixar pra mim e ver se consigo assistir no feriado do dia 1 ;)

    Beijos,
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Passei para visitar e adorei seu blog. Estou seguindo!

    Sobre "A Invenção de Hugo Cabret": Ainda não li o livro, e muito menos vi o filme, mas tenho curiosidade. Pela sinopse e o trailer, parece ser muito bom. Se eu decidir assistir, primeiro lerei o livro. Abraços!

    Espero que retribua a visita: http://momentoliterario1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Flor! Tudo bom?
    Adorei sua opinião sobre o filme, é a primeira que leio, de verdade. Por algum motivo, nunca me atraiu e sempre fujo quando está passando em algum canal, mas pode ser um preconceito meu, nossos santos não bateram, mas vou vencer essa luta e colocar o filme na minha lista de filmes! Obrigada por me fazer mudar de ideia!

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário!
Comentários com mera intenção de spam ou divulgação serão ignorados.

Todas as visitas são retribuídas (muitas vezes retribuo seguindo o blog em questão, para assim poder comentar uma publicação que seja interessante e acrescentar ao invés de só retribuir).

Beijos ^-^